RÁDIOS
RÁDIOS

08 NOV

Campo Pequeno

Abertura de Portas: 17h00
Início do Espectáculo: 18h00

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: M/6
BILHETES

1ª Plateia - 18€
2ª Plateia - 15€
Bancada A - 15€
Bancada B - 10€
Camarotes 1ª - 18€
Galeria 1ª - 15€
Mobilidade Condicionada - 10€

A Everything is New aconselha a compra de bilhetes apenas nos pontos de venda oficiais.

Na sequência da resolução do Conselho de Ministros que limita o acesso a espetáculos apenas a residentes do mesmo concelho e a residentes em concelhos limítrofes ou da mesma área metropolitana, a Everything is New, a PEV Entertainment e o Plutonio decidiram adiar o seu espetáculo anunciado para 31 de Outubro para nova data, de forma a darem a possibilidade a todos os espectadores que adquiriram bilhetes de poderem assistir aos espetáculos. Como anunciado anteriormente, os espetáculos decorrem de acordo com as normas da Direção Geral de Saúde, sendo locais totalmente seguros, preparados para receber o público e artistas

O espetáculo do Plutonio no Campo Pequeno é adiado para o dia 8 de novembro.

Os bilhetes já adquiridos para o dia 31 de Outubro para o espetáculo de Plutonio, mantêm-se válidos para a nova data (não será necessário proceder à troca dos bilhetes). Para os fãs da banda que ainda não adquiriram os bilhetes, poderão encontrar os mesmos em ticketline.pt e nos restantes locais habituais.

Mais informações para o espetáculo do Plutonio em ticketing@everythingisnew.pt.

————–
Santa Casa Portugal ao Vivo, apresenta “20 20 Cultura para todos”, uma iniciativa que tem como objetivo a retoma e o incentivo à cultura em Portugal.
A Everything is New e a PEV Entertaiment, vão produzir em simultâneo, 20 espetáculos em Lisboa, no Campo Pequeno, e 20 espetáculos no Porto, no Super Bock Arena Pavilhão Rosa Mota. Um total de 40 espetáculos, com início a 31 de outubro e fim a 19 de dezembro.
“20 20 Cultura para todos” reflete não só um jogo de números que quer ser coincidência entre o ano 2020 e o facto de serem 20 espetáculos produzidos nas duas cidades escolhidas, mas também quer ser um apelo à inevitabilidade de voltar a trazer a cultura ao dia a dia de todos os portugueses. Uma necessidade que quer promover o reencontro entre o público e artistas, prometendo trazer aos palcos o melhor da música e da comédia nacional.
Para que a realização destes espetáculos fosse possível, foi fundamental o contributo de parceiros tão prestigiantes como a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, a Câmara de Lisboa, EGEAC e a Câmara Municipal do Porto.
A SCML constitui uma referência no desenvolvimento de ações em que estão presentes valores como a solidariedade, a partilha, o sonho e a esperança; os quais estão subjacentes à concretização e promoção do evento. Este é um projeto impactante, onde se apresenta um cartaz 100% português, com artistas altamente reconhecidos. Uma oportunidade que surge numa altura em que o meio artístico e todas as atividades que gravitam em torno deste meio passam por momentos difíceis, sendo este o objetivo central do projeto.
O conceito e os valores adjacentes a este projeto vão totalmente ao encontro dos valores e da estratégia da SCML, não só pelo apoio ao talento nacional, mas também no reforço do apoio à cultura.
A dimensão e abrangência do projeto, as contrapartidas inerentes ao mesmo, a forte componente de comunicação nos media e o alinhamento estratégico alinham-se perfeitamente com o eixo estratégico da SCML. O foco está, por isso, apontado ao impacto e visibilidade extraídos para a marca: Naming Sponsor do evento nas duas cidades; Em exclusivo para os espetáculos da região de Lisboa, a Câmara Municipal de Lisboa/EGEAC participam com um financiamento num formato de co-produção, sendo o seu principal intuito apoiar a contratação de serviços de som, luz e palco. O mesmo acontece com o financiamento vindo da Câmara Municipal do Porto, uma presença que se destina unicamente aos espetáculos da região norte, como forma de ajudar a suportar todos os custos técnicos implícitos em cada espetáculo.
De modo a garantir a segurança de todos, cada espetáculo é pensado com base no cumprimento rigoroso das normas impostas pela Direção Geral de Saúde (DGS). O uso de máscaras é obrigatório, num espaço delimitado para o efeito, onde todos os lugares estarão identificados, cumprindo o distanciamento obrigatório entre os espectadores que não façam parte do mesmo agregado. Por último, de modo a evitar qualquer tipo de congestionamento entre pessoas, todas as entradas e saídas terão circuitos próprios com a devida sinalização.

Como Chegar

Campo Pequeno

Onde Ficar



Booking.com